O que eu aprendi de ter um gato

 

IMG_1054.JPG
@Roseveflores

Aprendi que preguiça é contagiante e que esquecer a torneira aberta faz parte, mesmo que a gente leve bronca por causa da conta de água.

Qualquer lugar é lugar de gato se enfiar. Caixas, guarda-roupas, armários e a gente vai procurar de coração apertado achando que sumiu e aí você abre o armário e lá está. O coração chega se acalma.

Aprendi a brincar de se esconder lentamente só pra fazer ela vir correndo me procurar e que o seu rascunho fracassado é o melhor brinquedo dessa vida. Se você tiver um laser e apontá-lo para a parede é melhor ainda!

Aprendi que gato é realmente diferente de cachorro e que eles às vezes gostam de ficar mais quietinhos, deitadinhos no escuro, sozinhos, mas meu amigo, se ele brincar de te arranhar, subir no seu colo e querer dormir agarradinho com você, você é uma pessoa de sorte e foi escolhido para ser amado por ele, não é pra qualquer um não, viu?

Gato não é fácil de entender, tem que ter paciência e se dedicar (vale até pedir para fazerem graça se você tiver um biscoitinho). Quando você ver, os pelos que eles soltam é só detalhe se comparar com a delícia que é ter um bichinho dormindo quentinho em cima do seu pé ou deitar em cima do seu livro só de zoas. Gato é amor pra quem sabe amar.

Anúncios

Os olhos são as câmeras da alma

img_1063

Os olhos são as câmeras que registram os mais íntimos e diversos momentos. As vezes vejo cenas e as imagino reveladas em papéis. Lembranças físicas do que mantém o coração quentinho. As vezes até tento, mas há momentos em que a gente guarda só ali, na cabeça.

Os olhos que são capazes de produzir as mais belas fotografias quando há muita luz em até mesmo quando a iluminação é o pisca-pisca amarelo na janela numa noite de sexta-feira.

Eu só queria que meus olhos pudessem te registrar do mesmo jeito que te vejo, enquanto dormes tranquila em meus braços na pouca luz desse quarto em que faço questão de te deixar entrar mansa pela janela para acordar serena todos os dias e compartilhar com o mundo todas essas fotografias que ficam registradas na alma como as antigas câmeras registravam em um filme.

Desde quando você chegou… 


Desde que você chegou por aqui, a vida virou loucura. Um gato? Logo eu? Sempre quis um e sempre adotava o que aparecia mas nunca confiei totalmente no companheirismo. Cuidado, carinho, comida… E eles iam embora.
Mas você ficou e foi uma das melhores coisas que aconteceram na vida. 

Desde que você chegou a conta do cartão de crédito aumentou, o espaço na cama diminuiu e meu coração só dobrou de tamanho. Você veio destruindo toda aquela imagem de que gato não ama seu dono e só quer a sua comida. Você veio para aquecer e ficar pertinho. Ai de mim nos dias alérgicos, ai de mim te tirar de perto. Não sei dizer não para esses olhos azuis.

Lembro-me da Cherrie, aquela pequena amiga que tínhamos e que sumiu também. Lembro-me de sua conexão com ela e de como você ficou pra baixo quando ela desapareceu. Até hoje me pergunto o que de fato aconteceu. Há algum tempo revendo as fotos de vocês dormindo abraçadinhas, confesso que segurei uma pequena lágrima no cantinho do olho. Você gostava tanto dela…

Veio trazer a preguiça para a vida, não é? Se alguém parar para reparar, até nosso espreguiçar virou sincronia.
Poderia permanecer e te observar por horas e cada foto é um elogio do quão fotogênica você é.

Obrigada por fazer parte da minha vida fotográfica, pelos pêlos na calça preta do trabalho logo pela manhã e por me ensinar que o fora de um cara não dói tanto quanto te acordar do cantinho da cama que é só teu. Não imagino como seria minha vida sem você nela ❤️

Indico: Animais fofos para seguir no instagram

1466137824-0
Foto: Pinterest

Animal já é bom, mas animal fotogênico conquista demais meu coração.

Sou do tipo de pessoa faz voz de criança quando vê um animal e desde que criei o instagram da minha gata (@roseveflores) para compartilhar fotos só dela ao invés de misturar com meu feed completamente, comecei a seguir alguns feeds de animais que conheci por aí. Achei que seria válido compartilhar com quem também é apaixonado por essas fofuras. Let’s go: 

@Melhordiadanossavida

melhor-dia-da-nossa-vida

A Lucy e o Ringo são dois vira-latas adotados pela Isa Ribeiro. Cês sabem que sou apaixonada por ela, né? Tive a honra de conhecê-los pessoalmente e ser presenteada com um milhão de pêlos na calça. A Isa tira as melhores fotos desses dois sapecas que a gente ama demais ❤

@Samhaseyebrows

sam-eyebrows

Parece brincadeira ou trollagem do dono, mas não é, juro! Esse gato tem sobrancelhas! Gente, morrer de amô com essa fofura. Parece sempre que ele está se expressando na foto hahaha

@Smooshblog

mr-smoosh

Esse é o gato mais engraçado da vida. Ele tem uma expressão meio fechada e indecifrável, mas em cada foto parece aprontar algo diferente! Não tem como não se apaixonar por essa figura ❤

@Marniethedog

Marnie.png

Marnie apareceu na minha vida com um vídeo super famoso, onde ele andava meio de lado em um lugar que parecia ser um supermercado. Fiquei apaixonada por ele naquele vídeo e algum tempo depois descobri que ele tinha instagram! Como resistir à essa fofura?

@Remixthedog

Remix.png

Remix é, sem dúvida, o cãozinho mais estiloso do meu instagram. Sabe aqueles desenhos em que tem aquelas crianças que vão para a escola de terninho, cabelo lambido e óculos? Então, ele me lembra uma dessas crianças. Vale suuuuuper a pena segui-lo no IG e morrer de inveja dos looks do dia!

Espero que gostem de conhecer o universo dessas fofuras! Morro de amores e não nego.

Gratidão canina

img_1211

Gratidão canina é um termo que inventei em um dia desses (pelo menos nunca ouvi antes) só para poder falar desse cachorro que fez parte da minha vida nos últimos 2/3 anos: o Marley.

Não, não se parece nada com o do filme “Marley & Eu” hahaha

O Marley é um vira-lata que até hoje não sei de onde apareceu. Um vizinho tinha uma cachorrinha preta e meu pai insiste em dizer que ele foi fruto dela. Embora ele tenha alguns de seus traços, eu teimo e digo que não é possível, afinal ela é toda preta e o Marley é tudo, menos preto hahaha

De qualquer forma acho que nunca vou saber de onde ele vem, mas ele veio para fazer com que meu coração se derretesse com suas presepadas.

O tal vizinho resolveu se mudar e acabou deixando o Marley para trás. Fiquei bem chateada, mas não sabia o motivo e não quis questioná-lo. Cuidei dele. Já tinha uma cachorrinha e por ele ter um porte grande, não deixamos ele ficar em casa. Cuidei como podia.

Compramos ração, dávamos água e carinho, claro. Muito carinho. Ás vezes meu coração se apertava querendo ficar com ele, mas não tínhamos grana e eu não queria pegá-lo e depois largá-lo.

Esse não é um post para contar a história em si, mas sim para compartilhar essa gratidão que ele tem. Hoje, finalmente uma nova vizinha se mudou para a casa do que foi embora e resolveu adotá-lo. Ele estava bem doente, com muitos carrapatos e coisas que a gente só descobriria se o levasse para o veterinário.

Thanks god, ela fez por ele tudo o que eu não poderia fazer quanto a isso e eu sou completamente grata por ela ter feito tudo isso por ele e sei que ele também é, por tudo o que pudemos fazer. Hoje ele ainda me vê e arrasta a atual dona pela coleira para me cumprimentar. Fico super feliz com isso.

Decidi levá-lo para dar um passeio comigo. Aproveitei que estou querendo começar a correr e fui fazer uma caminhada em um parque que tem aqui pertinho de casa. Fomos andando até lá e demos algumas voltas. Claro que, apaixonada por fotografia que sou, (TENTEI) fiz várias fotos do Marley nesse espaço verde. Nunca tinha passeado com ele por aqui e finalmente voltei a ter essa rotina de caminhar até o parque que adotei há alguns anos e parei. Juntei o útil ao agradável. Bom, né?

img_1205

img_1214

img_1204

img_1212

img_1207

img_1206

img_1213

img_1216

Esse é um carinha que eu quero que esteja presente na minha vida sempre!

Alguém já teve um amigão assim?